SOBRE

PROJETOS

PROJETISTAS

DEPOIMENTOS

FALE CONOSCO

 

PEÇAS

 

Técnicas Avançadas

Métodos e processos...

 

Utilizamos as Últimas tecnologias de manufatura( corte solda MIG eTIG, ensaio por LP) bem

como as melhores ferramentas de softwares disponíveis (CAD/CAE, para desenvolver 

processos de produção enxutos e soluções inovadoras para atender aos requerimentos dos
projetos.

 

O corte em CNC é um processo muito preciso  impressiona pela alta qualidade, oferecendo também a produtividade, rapidez e economia.

 

Atualmente construímos embarcações que já estão modeladas para corte automatizado por máquinas de controle numérico, (o chamado corte em máquinas CNC).

 

A Ilha Sul está constantemente em busca de novos conhecimentos e tecnologias, para a melhoria contínua do seu trabalho, visando a disseminação de informações no segmento náutico.

 

Métodos que utilizamos/Razões

 

Líquidos penetrantes:


O ensaio por líquidos penetrantes é considerado um dos melhores métodos de teste para detectar trincas e rachaduras, assim como descontinuidades superficiais de materiais isentos de porosidade, tais como: metais ferrosos, alumínio e ligas metálicas. 

Os testes são realizados para a detecção de vazamentos em tubos, tanques, soldas e componentes, que podem ocorrer durante o processo de construção.
Para aprimorar as técnicas e os processos, avaliamos as soldas antes e depois de determinadas operações, para promover segurança nas embarcações que construímos, assegurando a qualidade total do produto final.

 

Corte e Solda


A Ilha Sul optou pelo corte em plasma por se tratar de um processo que corta com alto nível de precisão, permitindo realizar tarefas extremamente avançadas e delicadas.

Este sistema garante aos nossos clientes a certeza  de uma embarcação perfeita e nas dimensões específicas do seu projeto.

 

A utilização da soldagem MIG/MAG está se tornando amplamente difundida, tanto que hoje é o método mais utilizado na Europa, Estados Unidos e Japão. A alta produtividade do método tem contribuído para sua popularidade. 
O princípio da soldagem MIG/MAG é de um arame metálico que é alimentado por uma pistola de soldagem fundido no arco. Este arame serve para um duplo propósito: agir como condutor de corrente e como metal de adição. Esta fusão é protegida por um gás que pode ser tanto inerte quanto ativo. 
Para alcançar uma ótima performance na soldagem é importante que os parâmetros de soldagem sejam determinados corretamente, Temos garantia do fornecimento de gases pela empresa que é líder mundial nessa área: a White Martins S/A.

 

Controle de qualidade...

 

Visando assegurar a qualidade total de nossos produtos, temos como padrão a inspeção de
todas as etapas críticas do processo de construção (soldagem, etc.) antes e depois de 
determinadas operações, para promover a segurança das embarcações que construímos.

 

 

 

Vantagens da utilização do aluminio...


O barco de aluminio não sofre depreciação como as embarcações de aço, o aluminio dispensa 
manutenção, não necessitando de fase de jateamento e pintura, alem do aspecto de peso que é bem
mais leve que o aço, que afeta consideravel a performance e o consumo.
Reciclagem é um dos principais atributos do alumínio em termos econômico, sociais e ambientais.

 

 

História do Alumínio


O grande aumento no consumo de alumínio é a prova do que este metal significa na indústria moderna. É o mais importante dos metais não ferrosos e está entre os mais consumidos anualmente. A variedade de aplicações do alumínio está relacionada com suas características físico-químicas, com destaque para seu baixo peso específico, comparado com outros metais de grande consumo, resistência à corrosão e alta condutibilidade elétrica, e térmica. Essas propriedades são as matérias-primas da indústria para diversificar seus produtos e criar soluções para outros mercados, como o setor naval e de construção civil.

 

Alumínio Material Versátil


O alumínio é amplamente utilizado pela indústria de diversas maneiras. Tal versatilidade se deve às suas propriedades e excelente desempenho na maioria das aplicações. Suas técnicas de fabricação permitem a manufatura do produto acabado a preços competitivos. Cada segmento utiliza o metal na forma mais adequada às suas finalidades, de acordo com os diferenciais e propriedades de cada produto.

 

Indústria do Alumínio no Mundo


Quando o alumínio era pouco conhecido e tinha um custo elevado de produção, suas as primeiras aplicações foram limitadas a trabalhos luxuosos, como em estatuetas e placas comemorativas. Com o desenvolvimento dos processos industriais, o metal passou a estar disponível em maiores quantidades (embora ainda medido em quilos ao invés de toneladas), e começou a ser usado na decoração Vitoriana como em bandejas e escovas de cabelo ornamentais. No final do Século XIX, com o aumento da produção e preços menores, foi sendo gradualmente utilizado em utensílios de cozinha e em alguns dos primeiros automóveis que já possuíam painéis revestidos de alumínio comercialmente puro.
Conseqüentemente, no início do Século XX, as indústrias de alumínio começaram a trabalhar na produção de ligas de alumínio com propriedades mecânicas mais elevadas. Os primeiros experimentos ocorreram através de tentativas e erros, aliados as observações perspicazes, responsáveis pelo aprimoramento dos princípios metalúrgicos fundamentais envolvidos.

 

O rápido e notável crescimento da importância do alumínio na indústria é resultado de uma série de fatores:


- É um metal que possui excelente combinação de propriedades úteis, resultando numa adequabilidade técnica para um campo vasto de aplicações em engenharia;
- Pode ser facilmente transformado por meio de todos os processos metalúrgicos normais, tornando-se assim, viável à indústria manufatureira em qualquer forma necessária;
- Em laboratórios acadêmicos, a indústria do alumínio e seus próprios usuários têm desenvolvido novas pesquisas, técnicas de fabricação, de soldagem e de acabamento, o que tem levado a um conhecimento maior de técnicas de engenharia deste metal, fazendo com que seja considerado um material de fácil aplicação;
- A livre divulgação da indústria sobre recomendações aos usuários e potenciais de uso do alumínio, o que foi muito importante para sua aceitação geral.

O primeiro milhão de toneladas de produção anual do minério foi atingido em 1917, quase no fim da Primeira Guerra, quando a mineração havia se expandido para a Áustria, Hungria, Alemanha e Guiana Britânica, na América do Sul.
Por volta da Segunda Guerra Mundial, em 1943, os maiores produtores de bauxita eram os Estados Unidos, a Guiana Britânica, Hungria, Iugoslávia, Itália, Grécia, Rússia, Suriname, Guiana, Indonésia e Malásia.
Em 1952, a Jamaica iniciou intensa mineração de bauxita, ultrapassando o Suriname, que foi por anos o maior produtor. Na década de 1960, Austrália e Guiné juntaram-se a esse time.

 

Indústria 


O alumínio é produzido comercialmente há cerca de 150 anos e, nesse curto período, sua indústria se expandiu e está presente em seis regiões geográficas: África, América do Norte, América Latina, Ásia, Europa e Oceania. No total, são 46 países que produziram, em 2006, aproximadamente 34 milhões de toneladas de alumínio primário, conforme dados do World Metal Statistics. O Brasil é o sexto maior produtor mundial de alumínio primário, precedido pela China, Rússia, Canadá, Estados Unidos e Austrália.
A demonstração da importância da indústria brasileira do alumínio no cenário mundial está na sua participação no mercado global. O Brasil, além da terceira maior jazida de bauxita do planeta, é o quarto maior produtor de alumina e ocupa a quinta colocação na exportação de alumínio primário/ligas. Os números mostram: "o Brasil,"tem vocação para produzir alumínio".
No mercado interno, a maior parte do alumínio e seus produtos são aplicados nos segmentos de embalagens e transportes. Na seqüência, vem os segmentos de eletricidade, construção civil, bens de consumo, máquinas e equipamentos e outros. A produção de semimanufaturados de alumínio no Brasil está concentrada na região sudeste do Brasil. Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro abrigam empresas produtoras de chapas, folhas, extrudados e cabos. A indústria também está presente nos estados do Pará, Maranhão, Ceará, Pernambuco, Bahia, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul que também possuem unidades de produção.

 

Soluções Modernas em Construções


Material leve, versátil, resistente e durável, capaz de agradar arquitetos e consumidores por seu acabamento perfeito, praticidade e função decorativa, o alumínio está conquistando destaque cada vez maior dentro das mais variadas aplicações na construção civil. Antes encontrado apenas em esquadrias e telhas tornou-se uma tendência na arquitetura, como opção para revestimentos internos e de fachadas, sendo encontrado ainda em peças de acabamento, atendendo a diversos nichos desse mercado, como é o caso de molduras para pontos de eletricidade.

 

Desenvolvimento Sustentável


A indústria brasileira do alumínio vem crescendo com a utilização sustentável do grande potencial mineral do Brasil. Enquanto produzem um dos metais mais utilizados na vida moderna, as empresas do setor atuam de forma responsável nos aspectos econômico, social e ambiental, minimizando impactos negativos e multiplicando os benefícios gerados pela atividade.
As empresas do setor demonstram a sua responsabilidade e compromisso com a sustentabilidade, por meio dos investimentos em programas de preservação ambiental, gerando benefícios sociais aos seus colaboradores, às comunidades onde atuam e à sociedade como um todo.
A associação Brasileira do Alumínio - ABAL também tem como meta estimular seus associados buscar incessantemente o desenvolvimento sustentável. Por meio de sua Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a entidade alia-se ao programa Alumínio para Futuras Gerações, iniciativa global promovida pela entidade inglesa, International Alumínio Institute - IAI, buscando a adesão das indústrias nacionais ao programa.
Há ainda muitos desafios a serem superados. Entre eles uma maior contribuição no desenvolvimento de soluções para a indústria automotiva e de transportes e em opções para o aumento de oferta de energia, bem como da eficiência energética. Também a criação de aplicações para os resíduos de bauxita e a ampliação do alcance das ações para o engajamento das comunidades. Entretanto, ao contribuir para a plena realização dos objetivos propostos pelo IAI (redução da emissão de poluentes e minimização do consumo energético, entre outros), a indústria do alumínio dá um importante passo para a sustentabilidade.

Conheça o conceito de Desenvolvimento Sustentável Fundamental para o crescimento de qualquer setor de atividade humana, o desenvolvimento sustentável é um tripé que alia três grandes objetivos: econômico, social e ambiental, como descreve a figura abaixo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que é Desenvolvimento Sustentável?


Nos objetivos econômicos, a prioridade está na criação de iniciativas que garantam o crescimento do setor, agregando valor para os acionistas, eficiência nos processos e constante inovação.

No quesito ambiental, a indústria estrutura o seu progresso também no cuidado com o meio ambiente, contribuindo para a garantia da manutenção do ecossistema, do clima, da biodiversidade, utilizando para isso sua capacidade técnica e intelectual.
Fechando o ciclo, são objetivos sociais da indústria brasileira do alumínio, para garantir o seu desenvolvimento sustentável, a inclusão social, o trabalho pela igualdade de condições de progresso social nas comunidades em que estão inseridas, a manutenção da identidade cultural e o desenvolvimento institucional.
Nos objetivos econômicos, a prioridade está na criação de iniciativas que garantam o crescimento do setor, agregando valor para os acionistas, eficiência nos processos e constante inovação.
No quesito ambiental, a indústria estrutura o seu progresso também no cuidado com o meio ambiente, contribuindo para a garantia da manutenção do ecossistema, do clima, da biodiversidade, utilizando para isso sua capacidade técnica e intelectual.

 

Reciclagem


Alumínio é o primeiro nome lembrado quando o assunto é reciclagem. A reciclabilidade é um dos principais atributos do alumínio e reforça a vocação de sua indústria para a sustentabilidade em termos econômicos, sociais e ambientais. O alumínio pode ser reciclado infinitas vezes, sem perder suas características no processo de reaproveitamento, ao contrário de outros materiais.

O alumínio pode ser reciclado tanto a partir de sucatas geradas por produtos de vida útil esgotada, como de sobras do processo produtivo. Utensílios domésticos, latas de bebidas, esquadrias de janelas, componentes automotivos, entre outros, podem ser fundidos e empregados novamente na fabricação de novos produtos. Pelo seu valor de mercado, a sucata de alumínio permite a geração de renda para milhares de famílias brasileiras envolvidas da coleta à transformação final da sucata.
A reciclagem do alumínio representa uma combinação única de vantagens. Economiza recursos naturais, energia elétrica - no processo, consome-se apenas 5% da energia necessária para produção do alumínio primário -, além de oferecer ganhos sociais e econômicos.
Assim, com a reciclagem do alumínio ganha o país, os cidadãos e o meio ambiente.

 

Indústria Naval, Estaleiros e Náutica


A grande resistência à corrosão em ambientes marinhos, somada às facilidades de trabalho que oferece, faz do alumínio um material muito procurado pela indústria naval, com aplicações em embarcações militares, transatlânticos, lanchas, iates, barcos para esporte e recreação, entre outros.

 

Alumínio Naval


O Alumínio Naval é um material três vezes mais leve que o aço, desta forma as peças fabricadas em alumínio soldado, podem atingir a mesma resistência estrutural que as pecas fabricadas em aço, com um ganho de até 50% de peso final. Apresenta elevada resistência à corrosão, podendo em alguns casos ser até mais resistente que o aço inox. Nossa equipe técnica pode apoiar sua escolha indicando as vantagens para a sua aplicação.
Existe larga aplicação de corrimãos de Alumínio Naval em uso há muitos anos, sem qualquer proteção adicional de pintura, apresentado a mesma aparência de quando foram instalados.
O Alumínio Naval possui características bastante interessantes em relação a impactos, pois atua como um elemento que absorve a energia, deformando-se sem romper, o que não ocorre com a fibra de vidro que rompe pôr não resistir bem aos impactos. Basta observar os lançamentos do mercado automotivo (Audi A8, Ferrari Scaglietti e outros).
Diferentemente da fibra de vidro o alumínio é incombustível, também pode ser pintado tanto pôr efeitos decorativos como pôr questões de segurança industrial, com um primer adequado oferece uma aderência bastante grande às mais diversas tintas existentes no mercado

© IlhaSul Construções Náuticas2015 - Todos os direitos reservados